Arquivo da Categoria: Dicas

5 dicas de como escolher o melhor fretado

Quando mudamos de cidade ou para um emprego distante sabemos que encontrar um fretado que passe perto de casa e do futuro trabalho é uma prioridade e uma necessidade. Se você já utiliza fretado pode também ter a curiosidade de saber se existe um fretado que te atende melhor que o atual.

Encontrar este fretado, o melhor, não é uma tarefa das mais fáceis. A maiorias das empresas de fretado não possuem um posicionamento digital, ou se possuem, seus sites são desatualizados e de difícil compreensão. Algumas vezes nem um atendimento especializado a empresa possui, o que pode gerar bastante insegurança, afinal aquele transporte é necessário.

Uma lista de linhas irá aparecer para você, vamos dar algumas dicas aqui de como você poderá escolher o melhor fretado entre os resultados.

 

Distância

Um fretado que passa perto de sua casa e do seu destino é fundamental para melhorar seu dia-a-dia.

 

Comodidades

Ter um ônibus ou van com Wi-Fi, água, banheiro também pode ser considerado um bom diferencial.

 

Preço

É necessário conciliar todos os desejos com o que cabe no bolso. É muito importante fazer uma escolha com bom custo benefício.

 

Atendimento

Isso você sentirá no momento de contratação. É muito bom ter uma equipe a disposição para resolver seus problemas e te ajudar em relação ao seu transporte de todos os dias.

 

Flexibilidade

Este item não é a regra mas é bem-vindo. Algumas empresas fazem o mesmo trajeto em diferentes horários, se por acaso você perder seu fretado você possui uma alternativa.

 

Fonte: Fretadão

 

Imagem: Bigstock by dolgachov

 

Os melhores outlets multimarcas em São Paulo e arredores

Em tempos econômicos difíceis, poupar é preciso — a bem da verdade, maneirar nas compras não faz mal a ninguém em nenhuma situação. Por isso, os paulistanos recorrem mais do que nunca aos outlets, que trazem produtos de marcas famosas a preços atraentes.

 

Instalado na Rodovia Castello Branco, o Catarina Fashion teve recorde de visitação em 2016. Mais de 2,5 milhões de fregueses passaram por lá, número 20% maior que o registrado no ano anterior. O endereço compete diretamente com o Outlet Premium, na Bandeirantes. Esse último recebeu 6 milhões de pessoas em 2016.

 

Ambos propiciam experiências parecidas, com variedade de marcas e ambiente agradável. Mais simples, o Outlet Fernão Dias também aparece entre os principais.

 

Dos 3,2 bilhões de reais movimentados pelo setor no país no ano passado, cerca de 40% tiveram origem nesses três empreendimentos. Em 2018, a lista deve engordar com a chegada do Imigrantes Outlet.

 

Listamos a seguir alguns dos principais outlets que valem a visita:

 

Catarina Fashion Outlet

Uma das principais pontas de estoque do estado, o endereço conta com 105 lojas. Rodovia Castello Branco, km 60, ☎ 4130-4800. Seg. a qui., 10h às 21h; sex., 10h às 22h; sáb., 9h às 22h; dom., 9h às 21h.

 

Outlet Premium

Trata-se do maior endereço do tipo no estado. Neste shopping a céu aberto, 112 comércios oferecem descontos de até 70%. Rodovia dos Bandeirantes, km 72, ☎ 4496-7000. Seg. a dom., 9h às 21h.

 

Outlet Fernão Dias

Aberto em novembro, traz 33 lojas e recebe uma média de 20 000 visitantes por semana. Mais de 45 comércios devem ser inaugurados até setembro, em uma expansão de 15 milhões de reais. Dica: na loja infantil Duda Outlet, itens de marcas como Malwee, Marisol e Le Petit são vendidos por quilo (a partir de 209 reais). Rodovia Fernão Dias, km 44,5, ☎ 4411-1911. Seg. a sáb., 9h às 21h; dom., 12h às 20h.

 

Brands House

Dono das etiquetas Richards, Ellus, Mandi e Bobstore, o grupo InBrands tem um outlet variado, com boas opções para homens. Lá, encontramse ternos, camisas e sapatos sociais. O público feminino não sai de mãos abanando. Vale buscar vestidos e saias de festa ou debruçarse sobre a caixa de papelão cheia de biquínis da Salinas, a preço de banana (a partir de 19,00 reais). Tietê Plaza Shopping, ☎ 3201-9344. Seg. a sáb., 10h às 22h; dom., 14h às 20h.

 

Overboard e Top Brands Fashion

Um passeio de estilo “dois em um”, pois as lojas ficam no mesmo endereço. A Overboard (☎ 3313-0725) dedica-se a roupas e acessórios para surfistas e skatistas. Na Top Brands Fashion (☎ 4506- 6143; foto) predominam itens jovens, como blusinhas com frases divertidas e vestidos curtos de etiquetas do naipe de Planet Girls e Onbongo. Shopping D. Seg. a sáb., 10h às 22h; dom., 14h às 20h.

 

 

Fonte: Veja SP

 

Imagem: Bigstock by VadimGuzhva

 

Excesso de trabalho nem sempre é positivo

Ir além das expectativas é um requisito muito buscado tanto por empresas quanto pelos próprios gestores e líderes – e mais do que recomendado. Porém, há vezes em que o “esforço-extra” vai além do recomendado e se transforma em algo negativo.

Trabalhar a mais quando a demanda é muito grande ou quando tem algo importante acontecendo/para acontecer é normal, porém, é preciso estar atento se isso não está se tornando parte da sua rotina. Se sim, é hora de acionar o alerta vermelho. Fazer hora extra todos os dias não é normal.

Não adianta, porém, não fazer hora extra, mas constantemente levar trabalho para casa. Além de causar estresse e cansar mais, isso faz com que eventuais conflitos passem a surgir e acaba por gerar impactos negativos na sua vida social, algo que, a longo prazo, acabará por refletir também no trabalho.

A dica aqui é antiga, porém, verdadeira: busque o equilíbrio. Quando for muito necessário, leve o trabalho para casa ou faça horas extras, porém, tome cuidado para não transformar o que deveria ser algo eventual em um hábito. Saiba balancear a sua vida profissional com a pessoal. Não adianta ir muito bem no emprego e abandonar a vida social, não é?

O “esforço extra” é positivo quando feito com cuidado e quando há necessidade. Lembre-se de que você não é apenas o seu trabalho e que outras áreas da sua vida também precisam de um “esforcinho” a mais de vez em quando.

 

Fonte: Universia

 

Imagem: Bigstock by fizkes

 

Dicas de lanches para longas viagens de ônibus

Vai enfrentar uma longa viagem de ônibus? Para poder chegar ao seu destino final menos cansado e sem mal-estar, pode ser interessante levar uma pequena bolsa com lanches para consumir durante o trajeto, especialmente se você vai levar crianças nessa viagem.

Como os pontos de parada das viagens nem sempre oferecem boas opções de alimentos para consumo, evite passar aperto nessas situações levando a sua própria bolsa de lanches práticos e rápidos.

Confira nossas sugestões de lanches para longas viagens de ônibus!

 

 

Características de um bom lanche de viagem

Para montar o lanche ideal para uma longa viagem de ônibus é preciso conhecer algumas características de alimentos e refeições que devem ser priorizados nesse momento.

Valorize sempre o consumo de lanches leves e nutritivos, sem grandes concentrações de gordura, cremes ou alimentos que podem estragar quando estiver fora da geladeira. Dessa maneira você diminui o risco de apresentar alguma indisposição ou mal estar durante a viagem.

 

Sanduíches naturais

Os sanduíches naturais feitos em casa são a melhor opção para levar em viagens longas. Monte para você e sua família algumas opções de sanduíches feitos com pão de forma integral, queijos leves (como a ricota, o queijo minas ou mussarela), frios (como o peito de peru) ou carnes desfiadas e alguns acompanhamentos como cenoura ou tomate.

Evite usar maionese ou outros produtos gordurosos que podem estragar ao ficar fora da geladeira e causar mal-estar quando forem consumidos. Não é recomendado também acrescentar folhas, como a alface ou a rúcula, se você não tem um recipiente térmico para transportar esses lanches, já que elas podem ficar murchas e estragar o sabor do sanduíche.

 

Frutas frescas e desidratadas

Frutas são ótimas opções nutritivas de lanches para fazer em longas viagens de ônibus, já que são práticas de transportar e comer. Prefira aquelas que você pode consumir sem o auxílio de uma faca, como a banana, a pera, maçã ou goiaba.

Frutas desidratadas também são opções interessantes de lanche para levar na mochila. Uvas passas, chips de maçã ou banana e damascos desidratados são ótimas alternativas.

 

Snacks rápidos e leves

Alguns snacks rápidos e leves também podem ser boas opções de lanche para levar na mochila nas longas viagens de ônibus. Porções de oleaginosas (castanha-do-pará, amendoim, amêndoas), cookies integrais, barrinhas de cereal, biscoito de polvilho e torradinhas integrais são interessantes alternativas de lanches simples e fáceis de transportar.

 

Água e sucos nas viagens

Nunca se esqueça de levar uma porção de água e de suco com você durante a viagem. Use garrafas térmicas para armazenar essas bebidas e valorize o consumo de cada uma delas para se manter bem hidratado durante todo o trajeto.

Evite levar bebidas alcoólicas ou refrigerantes durante as suas viagens, não correndo o risco de apresentar indisposição no meio do caminho.

 

Fonte: Guichê Virtual

 

Imagem: Bigstock by Olga Dubravina

 

 

O outono chegou! Para onde ir?

O outono chegou, e com ele vários feriados prolongados. Como o Brasil é um país tropical e muitos estão acostumados a viajar para a praia, fica difícil escolher um lugar para viajar no outono, não é mesmo?

Veja as sugestões de lugares para viajar no outono que preparamos para que você possa aproveitar os próximos feriados nas melhores opções turísticas para essa estação.

 

  1. Gramado – RS

Se você deseja sentir o clima do outono com um gostinho europeu, Gramado é o lugar ideal. Além de estar com temperaturas agradáveis, você pode aproveitar a páscoa para comprar os deliciosos chocolates de Gramado.

 

  1. Jalapão – TO

O Parque Estadual do Jalapão fica no estado do Tocantins, e é um ótimo destino na região central do Brasil. Em maio inicia o período de seca, e é mais fácil visitar as dunas e piscinas naturais.

 

  1. Campos do Jordão – SP

Quem gosta de sentir os primeiros sinais do frio do outono não pode deixar de conhecer Campos do Jordão. Entre março e abril as diárias dos hotéis e pousadas ainda estão mais baratas por ser considerada baixa estação.

 

  1. Chapada Diamantina – BA

O outono é uma boa época para visitar a Chapada da Diamantina, especialmente pela redução dos turistas na região. Como é uma época mais seca, as cachoeiras não estão tão cheias, mas você pode aproveitar fazendo as trilhas ou praticando esportes de aventura, como trekking e rapel.

 

  1. Pantanal – MS e MT

Para quem gosta de natureza, o Pantanal é um destino imperdível no outono, pois é a época de seca, e é o período que os bichos se aproximam dos rios para beber água, facilitando a observação dos animais no turismo ecológico.

 

  1. Curitiba – PR

Curitiba não é uma cidade muito conhecida pelos turistas, mas se você deseja conhecer um novo destino urbano com um clima ameno, com diversos e lindos parques, restaurantes de comida italiana do bairro de Santa Felicidade, o Jardim Botânico e os museus, incluindo o Oscar Niemeyer, Curitiba é o lugar certo.

 

  1. Florianópolis – SC

Para não deixar de mencionar um destino de praia, você também pode viajar para Floripa! No início do outono ainda é possível aproveitar dias ensolarados em Florianópolis, sem a grande quantidade de turistas.

 

Fonte: Me leva de leve

 

Imagem: Bigstock by dolgachov

 

 

Postura do Motorista: 4 dicas para conduzir ônibus

O motorista de ônibus precisa estar atento à sua segurança e dos seus passageiros durante todo o tempo que está atrás do volante. Como as jornadas não são curtas, esse tempo de tensão acaba trazendo estresse e desconforto que afetam sua produtividade.

Neste post vamos te mostrar como melhorar a postura do motorista durante o trabalho é uma ferramenta simples e efetiva para melhorar seu conforto, segurança e saúde. Confira!

 

TENHA CUIDADO COM AS COSTAS

Uma das regiões que mais acarretam problemas aos motoristas é a lombar. A região das costas sofre com os longos períodos em que é preciso estar sentado para conduzir um caminhão ou ônibus.

Para minimizar o problema, é importante que a postura do motorista esteja ereta e totalmente apoiada no encosto do banco. Dessa forma, toda a coluna fica sustentada, evitando que ela seja sobrecarregada. Assim, é possível evitar o desconforto diário ou mesmo problemas mais sérios como a lombalgia — uma dor crônica na região lombar.

 

PROTEJA SUA CABEÇA

Ajusta a altura do encosto para a cabeça presente no banco é uma ferramenta importante para a postura do motorista: quando bem ajustada, ela evita que o pescoço fique erradamente inclinado para trás e ainda oferece apoio para que o condutor não fique curvado em direção ao veículo.

Manter o pescoço alinhado ao restante da coluna, portanto, é diminuído o peso sobre próprio pescoço, diminuindo riscos de desconforto ou mesmo do aparecimento do torcicolo. E vale lembrar, também, que o encosto bem regulado é importante para evitar o efeito chicote em caso de acidentes — em caso de choque, a cabeça do motorista pode ser lançada para trás de forma violenta, mesmo em baixas velocidades, caso o encosto não esteja regulado para diminuir o impacto.

 

NÃO SE ESQUEÇA DE MÃOS E BRAÇOS

O modo como o motorista segura o volante faz toda a diferença no seu conforto. O ideal é que ele mantenha as duas mãos sobre o que equipamento, sem flexionar demais os braços ou mantê-los muito estendidos. Os ombros também devem estar na altura do ponto mais alto do volante.

Apoiar uma das mãos sobre o câmbio por muito tempo não é uma ação muito indicada: isso causa um desalinhamento na postura do motorista e pode causar dores nos braços, mãos, ombros e costas.

 

CUIDE DE PÉS E PERNAS

Quando o assunto é postura do motorista, também não podemos deixar de falar sobre o posicionamento correto de pés e pernas. Primeiro, é preciso fazer com que a altura do banco não faça com que seus joelhos fiquem muito dobrados ou esticados.

Depois, é preciso descansar os calcanhares no assoalho do veículo sempre que possível. Dessa forma, o motorista não precisa se sobrecarregar com todo o peso das pernas durante todo o período que estiver encarando o trânsito, evitando dores e câimbras. Lembre-se também de só manter os pés no pedal quando necessário, além de utilizar calçados firmes e antiderrapantes, garantindo que o acionamento dos pedais seja rápido e seguro.

 

Fonte: Rodobens

 

Imagem: Bigstock by Yastremska

Desigualdade de gêneros no trabalho: como as empresas podem ajudar a mudar esse cenário

 

A desigualdade de gêneros, especialmente dentro das empresas, é um dos temas mais debatidos atualmente. Cada vez mais cobra-se que existam políticas que estimulem a diversidade e a igualdade no trabalho, mas ainda assim há muito a ser feito.

Como a sua empresa pode ajudar a mudar esse cenário? O primeiro passo é incluir o debate na sua empresa. É difícil conquistar algo que não tem espaço para o diálogo. Criar simpósios, workshops ou até mesmo reuniões para falar deste e outros temas necessário é uma forma de fazer com que a questão chegue aos funcionários e eles pensem a respeito.

Seja a mudança que você quer ver. A frase pode ser um tanto clichê, mas é verdadeira: não adianta falar a respeito e continuar de braços cruzados. Tome atitudes para romper estereótipos de gênero – contratar mais mulheres para áreas consideradas “masculinas” é um bom começo – e promover a participação feminina no ambiente de trabalho.

Se a ideia é conseguir igualdade de gêneros na empresa, o primeiro passo é… Ter mulheres. Avalie se a sua equipe é balanceada quando o assunto é gênero e, sempre que possível, busque abrir processos seletivos que busquem diversificar. Tenha em mente que o importante é contratar alguém capaz e competente, independentemente do gênero.

Uma mudança efetiva só acontece com posicionamento. E se posicionar é algo cada vez mais necessário, especialmente para empresas. Leve a questão da igualdade de gêneros para a cultura do seu empreendimento, junto a outros temas necessários, como a diversidade. A ideia é que isso realmente saia do papel e passe a fazer parte do dia a dia das pessoas.

 

Fonte: Universia

 

Imagem: Bigstock by theodor38

 

 

Os melhores museus para conhecer na cidade de São Paulo

A cidade de São Paulo é repleta de atrações culturais. O município possuí mais de 100 museus espalhados pelas quatros regiões da cidade, com ricos acervos e exposições temporárias renomadas. Confira os principais e mais populares museus da cidade de São Paulo:

 

Catavento – Espaço Cultural da Criança

Localizado no centro de São Paulo, o Catavento Cultural e Educacional é bem popular entre o público infantojuvenil, o espaço busca alimentar o visitante de informação de uma forma lúdica por meio de exposições e atividades interativas.

www.cataventocultural.org.br

 

Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp)

Localizado no coração da cidade, Avenida Paulista, o Masp – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – é um dos mais importantes museus do hemisfério Sul e um dos principais cartões-postais da cidade. Está na lista das dez atrações turísticas mais visitadas de São Paulo e, às terças, oferece visita gratuita ao público em geral. Nos demais dias, de quarta a domingo, o ingresso custa R$ 15.

www.masp.art.br

 

Museu da Imagem e do Som (MIS)

Um dos museus mais populares da cidade, o MIS (Museu de Imagem e do Som) possuí um acervo de coletas e principais registros representativos da cultura brasileira. O espaço oferece uma mistura de obras que variam em vídeos, fotos, músicas e grandes exposições.

www.mis-sp.org.br

 

Museu do Futebol

Para os apaixonados pelo esporte, o Museu do Futebol foi inaugurado o Museu do Futebol, dentro do estádio do Pacaembu. Quem visita o local pode conferir curiosidades sobre o futebol, narradores e até treinar um chute virtual. É um dos museus mais tecnológicos da cidade, além de muito interativo.

www.museudofutebol.org.br

 

Pinacoteca

Localizada próxima à estação da Luz, a Pinacoteca recebe exposições temporárias, além do rico acervo permanente.

www.pinacoteca.org.br

 

Fonte: Catraca Livre

 

Imagem: Marcelo N Valente

 

 

Descanso no final de semana: qualidade de vida e saúde

O trabalho e a correria do dia a dia nunca deixam você parar. Então chega o final de semana e você… continua trabalhando! Aproveita para colocar em dia todo aquele trabalho que não deu conta a semana inteira, responder e-mail e tocar os projetos que não teve tempo de dar a devida atenção. Ou então tira esse tempo para lidar com assuntos da casa e da família.

Você se identificou com essa situação? Então o seu corpo pode estar pedindo um descanso. Veja os benefícios que descansar no final de semana traz para a qualidade de vida e saúde:

 

1 –Atividades fora da rotina diminuem estresse e problemas cardíacos

A rotina do trabalho frequentemente envolve muita pressão e constantes tomadas de decisão, que, por tempo prolongado, acabam gerando cansaço, estresse, fadiga e ansiedade. E isso tende a aumentar junto com o nível de responsabilidades que o seu trabalho exige.

Muitas vezes, o simples fato de mudar de ambiente diminui a ansiedade e a sensação de pressão, dando lugar ao bem-estar. Tirar pelo menos um dia de descanso, principalmente se for praticando alguma atividade diferente ou esporte, é suficiente para quebrar o ciclo, reduzindo os hormônios do estresse. Essa pausa no trabalho também ajuda a combater pressão alta e problemas cardíacos, duas das principais consequências do estresse na saúde física.

 

2- Combater o estresse aumenta a imunidade e resistência a infecções

Outra consequência do estresse crônico é que ele diminui a nossa capacidade de resistir a infecções, manter funções vitais e até a habilidade de evitar pequenos acidentes, além de afetar o sono e a digestão. Já em estágios elevados, o estresse faz com que a glândula suprarrenal libere adrenalina e cortisol no sangue, agravando esses problemas e causando outras doenças, como a diabetes.

A boa notícia é que um estudo da Nuffield Health demonstrou que alguns dias de descanso são capazes de ajudar a reduzir a pressão arterial e melhorar a qualidade do sono. Essas férias, mesmo que curtas, são um excelente remédio para aumentar a capacidade do corpo de lidar com o próprio estresse, fortalecer o organismo e aumentar a imunidade – combatendo os problemas diretamente na sua causa.

 

3- Uns dias de descanso diminuem irritabilidade e depressão

Um estudo realizado em Wisconsin mostrou que mulheres que tiram mais férias têm níveis mais baixos de tensão e depressão, se comparadas àquelas que não param nunca.

Esse resultado não surpreende: pessoas sob estresse tornam-se mais irritáveis, deprimidas e ansiosas. Essas pessoas tendem, aos poucos, a se tornar mais isoladas e solitárias, com tendência à depressão.

Nesse sentido, mudar de ares e fazer uma pausa no final de semana tem benefício duplo: além de combater o estresse e a ansiedade em si, uma pequena viagem possibilita vida social ativa, conhecer pessoas novas ou interagir com amigos, o que também aumenta a sensação de felicidade.

 

Fonte: Fazenda Grama

 

Imagem: Bigstock by AntonioGuillem

 

Fatores que podem interferir na produtividade de um colaborador

Aumente a produtividade de seus colaboradores se atentando o que pode interferir na produtividade deles:

 

Problemas de relacionamento na equipe: discordâncias e clima de competitividade podem afetar diretamente o rendimento dos profissionais. É preciso manter o monitoramento constante do andamento das relações na equipe.

 

Procrastinação (falta de foco)

Não são somente as redes sociais e os smartphones os culpados pela procrastinação diante de tarefas com prazos urgentes. A desmotivação e a baixa auto estima podem ser causas diretas do não-cumprimento de prazos.

 

Salários baixos

Se o profissional sentir que seu trabalho não está sendo valorizado financeiramente, seu rendimento é afetado.

 

Poucas horas de sono

Problemas na hora de dormir podem afetar não somente a produtividade, mas também a saúde do profissional. Se não há horas suficientes ou local apropriado para uma boa noite de sono, o rendimento certamente irá cair.

 

Pouco tempo para projetos pessoais (estudos, lazer) diários

O tempo passado fora da empresa é precioso para o profissional aperfeiçoar seus estudos, seus conhecimentos, praticar hobbies e relaxar. Ao se dar conta que esse tempo não existe, crescem os sentimentos de frustração e cansaço em relação ao emprego.

 

Desgaste e cansaço gerados pela condução até o trabalho

Ao acordar e perceber que vai enfrentar longas horas de desconforto, o profissional se sente desmotivado a continuar seu dia, que já começa com a tensão de enfrentar um ônibus lotado ou no trânsito dentro do seu carro, sabendo que está pagando caro por aquilo.

 

Fonte: Fretadão

 

Imagem: Bigstock by stokkete

 

NÃO ACHOU O QUE PROCURA OU AINDA TEM DÚVIDAS SOBRE OS NOSSOS SERVIÇOS?

entre em contato com nossa equipe, um consultor vai te ajudar!