Tag Archives: Saúde

Descanso no final de semana: qualidade de vida e saúde

O trabalho e a correria do dia a dia nunca deixam você parar. Então chega o final de semana e você… continua trabalhando! Aproveita para colocar em dia todo aquele trabalho que não deu conta a semana inteira, responder e-mail e tocar os projetos que não teve tempo de dar a devida atenção. Ou então tira esse tempo para lidar com assuntos da casa e da família.

Você se identificou com essa situação? Então o seu corpo pode estar pedindo um descanso. Veja os benefícios que descansar no final de semana traz para a qualidade de vida e saúde:

 

1 –Atividades fora da rotina diminuem estresse e problemas cardíacos

A rotina do trabalho frequentemente envolve muita pressão e constantes tomadas de decisão, que, por tempo prolongado, acabam gerando cansaço, estresse, fadiga e ansiedade. E isso tende a aumentar junto com o nível de responsabilidades que o seu trabalho exige.

Muitas vezes, o simples fato de mudar de ambiente diminui a ansiedade e a sensação de pressão, dando lugar ao bem-estar. Tirar pelo menos um dia de descanso, principalmente se for praticando alguma atividade diferente ou esporte, é suficiente para quebrar o ciclo, reduzindo os hormônios do estresse. Essa pausa no trabalho também ajuda a combater pressão alta e problemas cardíacos, duas das principais consequências do estresse na saúde física.

 

2- Combater o estresse aumenta a imunidade e resistência a infecções

Outra consequência do estresse crônico é que ele diminui a nossa capacidade de resistir a infecções, manter funções vitais e até a habilidade de evitar pequenos acidentes, além de afetar o sono e a digestão. Já em estágios elevados, o estresse faz com que a glândula suprarrenal libere adrenalina e cortisol no sangue, agravando esses problemas e causando outras doenças, como a diabetes.

A boa notícia é que um estudo da Nuffield Health demonstrou que alguns dias de descanso são capazes de ajudar a reduzir a pressão arterial e melhorar a qualidade do sono. Essas férias, mesmo que curtas, são um excelente remédio para aumentar a capacidade do corpo de lidar com o próprio estresse, fortalecer o organismo e aumentar a imunidade – combatendo os problemas diretamente na sua causa.

 

3- Uns dias de descanso diminuem irritabilidade e depressão

Um estudo realizado em Wisconsin mostrou que mulheres que tiram mais férias têm níveis mais baixos de tensão e depressão, se comparadas àquelas que não param nunca.

Esse resultado não surpreende: pessoas sob estresse tornam-se mais irritáveis, deprimidas e ansiosas. Essas pessoas tendem, aos poucos, a se tornar mais isoladas e solitárias, com tendência à depressão.

Nesse sentido, mudar de ares e fazer uma pausa no final de semana tem benefício duplo: além de combater o estresse e a ansiedade em si, uma pequena viagem possibilita vida social ativa, conhecer pessoas novas ou interagir com amigos, o que também aumenta a sensação de felicidade.

 

Fonte: Fazenda Grama

 

Imagem: Bigstock by AntonioGuillem

 

Números comprovam que o ônibus é amigo do meio ambiente em São Paulo

De acordo com um estudo do IEMA, os carros de passeio são responsáveis por 65% das emissões de poluentes do setor de transportes na capital paulista e os ônibus respondem por 19% destas emissões. Vale destacar, no entanto, que os ônibus que poluem menos, transportam mais da metade das pessoas que se deslocam por dia em São Paulo.

Só por este resultado, a defesa de investimentos em melhorias nos sistemas de ônibus. Entretanto, se este dado não for analisado de maneira isolada e for comparado com outros números importantes sobre a frota da capital paulista e o número de viagens e pessoas atendidas na Grande São Paulo, aí é possível chegar à conclusão que é quase um ato homicida continuar privilegiando o transporte individual motorizado.

O que se conclui é que os ônibus atendem a mais da metade das pessoas que se deslocam na cidade de São Paulo. Por pessoa transportada, os ônibus poluem 12 vezes menos que os carros.

Assim o transporte coletivo de passageiros é uma maneira inteligente de ocupar o espaço urbano e ao mesmo tempo de oferecer qualidade de vida, reduzindo os índices de poluição.

 

Fonte: Diário do Transporte

 

 

O Fretamento como benefício para os funcionários

Muitas pessoas não consideram o fretado como um benefício e nem conseguem auxiliar os colaboradores neste ponto, mas são diversas vantagens que o transporte fretado traz para o colaborador, como por exemplo: qualidade de vida, conforto, pontualidade, etc.

Existem duas maneiras básicas de se oferecer o fretamento. A primeira é quando a empresa é responsável pela contratação do transporte. A segunda é quando o funcionário contrata o fretado e a empresa contribui com o pagamento parcial ou integral da mensalidade do fretado.

Em ambas, todos saem ganhando. O funcionário, que não precisa se preocupar com o trânsito e consegue sempre chegar na hora, a empresa, que aumentando a qualidade de vida de seus colaboradores, aumenta também sua produtividade, e também o meio ambiente, que sofre menos danos graças a redução de produção de CO2.

 

Fonte: Fretadão

 

Imagem: Bigstock by dolgachov

 

 

 

 

5 dicas para viajar bem durante a gravidez

  1. Reduza o estresse

Procure fazer malas leves, levando somente o que conseguir carregar. Se isso for missão impossível, use malas com rodinhas ou então coloque-as num carrinho assim que puder.

O mais importante de tudo mesmo é manter o bom humor. Sim, os hormônios podem deixá-la sempre pronta para gritar ou chorar, porém faça um esforço para encarar filas ou atrasos como meros obstáculos para alcançar seu destino de relaxamento. Tente se desligar com a ajuda de um bom livro ou da música de sua preferência.

 

  1. Preserve sua energia

Não é porque você está grávida que suas férias não podem envolver atividades físicas. Dá perfeitamente para caminhar, visitar museus ou comer fora. Lembre somente que você vai ficar cansada mais rapidamente e que não terá o mesmo ritmo de sempre.

É importante arranjar um tempinho diariamente para recuperar o fôlego. Tome um bom banho de banheira, tire uma soneca, coloque os pés para cima, leia na praia ou até se dê ao luxo de pedir comida no quarto. Dessa forma, você se manterá energizada e com forças para aproveitar a viagem inteira.

 

  1. Alimente-se direito

Mulheres grávidas têm ainda mais obrigação de se alimentar com regularidade e de um jeito saudável, para proteger seu próprio organismo e o do bebê. Ficar sem comer durante a viagem poderá deixá-la enjoada e com tontura. Por isso, antes de partir, inclua na mala de mão lanchinhos para a hora do aperto, como barras de cereal, frutas secas ou bolachas salgadas.

 

  1. Cuide de suas pernas e pés

Longos períodos sentada podem deixar seus tornozelos e pés inchados e suas pernas com cãibra. Procure parar pelo menos a cada hora e meia para esticar as pernas e dar uma caminhada.

Seus pés provavelmente vão inchar de qualquer jeito, com ou sem sapatos, portanto escolha um modelo largo, com espaço para isso. Em viagens, nada é mais importante para as futuras mamães do que sapatos confortáveis.

 

  1. Escolha atividades seguras

O melhor a fazer é evitar esportes de contato ou atividades em que haja risco de queda ou trauma no abdome, como surfar ou andar a cavalo. Mergulhos e outros esportes envolvendo mudanças de pressão também não são recomendados, devido ao risco de formação de bolhas de ar no sangue.

Escorregadores na água, tobogãs e um grande número de atrações de parques de diversão podem ser perigosos por causa de “aterrissagens” bruscas ou paradas e começos repentinos, que podem machucar o bebê. É bom também ficar longe de banheiras de hidromassagem e banhos de ofurô muito quentes, assim como saunas. Alguns estudos apontam que a elevação da temperatura no início da gravidez pode aumentar o risco de problemas no feto.

Há muitas atividades físicas seguras e gostosas para grávidas, como caminhadas, natação ou ioga.

 

Fonte: Baby Center

 

Imagem: Bigstock by Dasha Petrenko

 

 

Se pararmos as emissões, a atmosfera volta ao normal?

A curto e médio prazo não. O tempo de permanência do CO2 na atmosfera é de mais ou menos 150 anos. Se conseguíssemos parar totalmente de emitir dióxido de carbono, nossa atmosfera levaria um bom tempo para se “regenerar”. O importante, contudo, é minimizarmos o problema, diminuindo ao máximo as emissões.

Com o fretamento você ajuda não apenas o meio ambiente, mas também a qualidade de vida de seus colaboradores! Acesse nosso site e saiba mais sobre nossos serviços: www.jumboturismo.com.br

 

Fonte: Uol – Educação

 

Imagem: Bigstock by pdsci

 

 

 

Conheça as consequências do uso excessivo do automóvel

Na cidade de São Paulo, 90% da poluição é causada pelos carros, dados da CETESB. Os paulistanos vivem em média dois anos a menos por causa dessa poluição, que mata quase 20 pessoas por dia, segundo o laboratório de poluição atmosférica da USP.

Há outros problemas além da poluição, sendo o congestionamento o mais óbvio deles. Crescendo a cada ano, os índices de congestionamento passaram a ser chamados de “filas”, para acalmar os motoristas, já que o problema não é resolvido. A medição oficial fica bem aquém da apresentada pelo Maplink, por exemplo. Em alguns lugares, há congestionamento já dentro da garagem do edifício.

Os espaços públicos são cada vez mais tomados pelo automóvel. Cada alargamento ou extensão de avenida, cada nova ponte e viaduto, cada túnel dedicado aos automóveis acaba por incentivar ainda mais o uso do carro, piorando o congestionamento depois de um curto período de alívio ilusório.

Esse congestionamento causa problemas diretos de saúde (e fechar a janela do carro e ligar o ar condicionado não adianta porque, mesmo filtrando o material particulado, ainda penetram no veículo gases como dióxido de nitrogênio) e com acidentes (quatro mortos por dia em são paulo – sendo um deles pedestre, que não tem nada a ver com carros ou motos – e 30 mil mortes no Brasil ao ano só nas estradas), indiretos (stress e ansiedade), econômicos (com trabalhadores que poderiam estar produzindo, vendendo, prestando serviços em vez de estar ali, com negócios que deixam de ser fechados, com reuniões adiadas, produtos não entregues, etc.) e sociais (pessoas que passam menos tempo com a família, convivem menos com os amigos, vêem menos os vizinhos, importam-se menos com as pessoas). E devo ter me esquecido de muita coisa.

O transporte coletivo por aqui tem perdido cada vez mais espaço para o uso individual: as antigas faixas exclusivas de ônibus agora são “preferenciais”, em horários específicos e dividindo espaço com táxis; os ônibus fretados, que substituíam muitos carros individuais, foram proibidos em boa parte da cidade, fazendo muita gente desistir e voltar a entupir as ruas com os carros.

O espaço público também é cada vez mais perdido para o tráfego e estacionamento de carros: praças hoje são cortadas por avenidas (exemplo emblemático é a “Praça” Panamericana, que nada mais é que uma rotatória gigante); atravessar duas quadras da Paulista leva mais tempo que fazer um retorno de carro, principalmente se o pedestre precisa cruzar a avenida; andar a pé passou a ser perigoso a cada rua que se precisa atravessar, tanto que as pessoas literalmente brigam por uma vaga *em frente* ao lugar onde precisam ir, para não terem que andar 100 metros; a área construída de muitos estabelecimentos comerciais, principalmente shoppings, costuma ter mais espaço para carros do que para pessoas; calçadas estreitas, que mal permitem a passagem de uma pessoa por vez, poderiam ser ampliadas, tomando o espaço de estacionamento, se não fosse mais importante a via asfaltada que o calçamento; calçadas “em degrau”, para facilitar a entrada de carros em garagens, impedem a passagem de cadeirantes em qualquer ladeira da cidade; as crianças têm de ficar confinadas aos muros do condomínio, ao ônibus escolar, ao carro dos pais e ao shopping center, fazendo um passeio em local aberto ser uma experiência de agorafobia e tendo que tomar cuidado até mesmo nas calçadas, porque nunca se sabe quando um carro pode emergir rapidamente de uma saída de garagem; faixas de pedestres se tornaram meramente decorativas – exceto em semáforos, onde funcionam como linha de largada.

 

Fuja do trânsito e escolha uma alternativa sustentável. Vá com a Jumbo Turismo!

 

Fonte: Vá de Bike

 

5 dicas para acordar com mais disposição pela manhã

A vontade de jogar o despertador na parede toda vez que ele toca é recorrente em suas manhãs? Não se sinta só! Segundo estudo divulgado pela Universidade do Texas, Estados Unidos, apenas uma em cada dez pessoas é capaz de acordar descansada e revigorada. A boa notícia é que alguns hábitos podem ajudar a melhor a qualidade de sono, espantar a preguiça e tornar o despertar menos torturante. Confira algumas dicas de especialistas e acorde com toda a disposição:

 

Apague as luzes

Biologicamente, nosso corpo é programado para dormir quando anoitece e despertar com a claridade. “A melatonina, conhecida como hormônio do sono e responsável por regular nosso relógio biológico, precisa de um ambiente escuro para ser produzida. Quem tem dificuldade de levantar cedo, na verdade, é porque não atingiu um sono reparador, capaz de fazer com que a pessoa acorde disposta”, esclarece a Myriam Durante, psicoterapeuta e presidente do Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente, de São Paulo.

 

Evite estimulantes

Café, chá preto, refrigerantes, bebidas alcoólicas e chocolate possuem componentes que estimulam o organismo e o sistema nervoso, podendo causar insônia e agitação. “O cardápio noturno também deve ser leve, de preferência sem frituras, carnes gordurosas ou molhos muito incrementados”, explica Shigueo Yonekura, neurologista do Instituto de Medicina e Sono de Campinas e Piracicaba e especialista em sono pelo Hospital das Clínicas da USP.

 

Mexa-se

Exercitar o corpo proporciona um sono mais profundo e, consequentemente, mais reparador. “Durante os exercícios é liberada a endorfina – o neurotransmissor que atua como analgésico e traz sensação de bem-estar, e é apontada como uma das responsáveis pelas noites bem dormidas”, garante Shigueo Yonekura. O neurologista alerta, porém, que as atividades devem ser feitas até três horas antes de ir para a cama – para que o organismo e a mente possam desacelerar.

 

Levante devagar

O sono é formado por cinco etapas – e o quinto estágio acontece quando o corpo quer acordar. Levantar-se abruptamente e já começar as atividades do dia acelera a mente, que ainda está em fase de adaptação com o despertar. Um alarme estridente libera adrenalina, o que causa irritação e até palpitação. Prefira acordar com uma música leve, calma e que aumente gradualmente.

 

Fuja do botão soneca do celular

No início do sono, o organismo libera a serotonina, um neurotransmissor associado ao bem-estar e à felicidade. Para acordar, o corpo dispara outra substância, a dopamina, que diminui a sensação de sonolência. “O sono fragmentado causa um conflito químico que torna ainda mais difícil sair da cama. O ideal é que o despertar seja de uma vez só, não feito em prestações”, alerta o neurologista.

 

Fonte: Claudia

 

Imagem: Bigstock by Rido81

 

 

‘Turismo de saúde’ atrai mais de 60 mil hóspedes por ano para hotéis de Campinas

Os hotéis de Campinas (SP) recebem mais de 60 mil hóspedes por ano atraídos pelo “turismo de saúde”, inclusive estrangeiros de diversas partes do mundo. Segundo a diretora de Turismo de Campinas, Alexandra Caprioli, esse é o terceiro segmento mais importante no setor hoteleiro local, só ficando atrás do turismo de negócios e o de eventos, e movimenta milhões de reais por ano.

 

A reconhecida qualidade dos profissionais da área, bons hospitais e especialistas renomados, aliados a preços mais baixos que os cobrados em outros países, são as principais razões da força desse tipo de turismo na cidade. Nem mesmo a crise que afeta o setor de saúde local, tanto em hospitais públicos quanto privados, diminuiu a atração de pacientes para Campinas.

 

Para atender melhor e conquistar mais hóspedes, os hotéis e os profissionais de saúde estão oferecendo serviços e preços diferenciados, além de quartos com características que atendem às necessidades desses pacientes e seus familiares.

 

O setor hoteleiro também avalia que abertura de um novo centro de convenção na cidade junto ao The Royal em meados de 2018 também aumentará o turista que vem para eventos e convenções na área de saúde. Três novos hotéis estão em fase de conclusão, alguns deles voltados para esse tipo de turista, nas regiões do Cambuí e perto da Aquidabã.

 

 

Fonte: G1

Imagem: Bigstock by Frazao

 

 

Confira dicas de exercícios para se fazer no escritório

A maioria das profissões hoje envolve passar horas sentado em uma cadeira diante da tela do computador. Não nos damos conta de como nosso corpo fica durante o dia com a perna cruzada, das costas curvadas, e uma postura totalmente incorreta forçando músculos e tendões, podendo causar lesões por esforço repetitivo. A chamada LER (Lesões por Esforço Repetido), é cada vez mais comum e motivo de afastamento do trabalho. Para evitar, praticar alguns pequenos exercícios para escritório e alongamentos ao longo do dia podem fazer toda diferença.

 

Importância de se fazer atividades físicas no escritório

Fazer exercícios físicos no trabalho evita problemas de saúde e por muitas vezes ajuda também na parte mental. A fadiga é uma das consequências dos movimentos repetitivos pode prejudicar de forma mental os funcionários. Fazendo exercícios no escritório se evita problemas de saúde graves que podem aparecer no futuro.

 

Exercícios de Alongamento para Escritório

Para ter como fazer exercícios no escritório basta apenas reservar alguns minutos, 15 no máximo. Não é preciso roupas de ginástica ou um colchonete. Os movimentos são feitos sentado ou em pé, com o apoio da mesa e da própria cadeira de escritório. Para começar, faça alongamentos ao menos duas vezes por semana.

Para quem fica com as pernas dobradas por muito tempo, pode começar com alongamentos que consistem em esticar as pernas, estendendo-se até os dedos dos pés. De pé, faça o movimento de levantar e baixar os ombros como se quisesse tocar em seus ouvidos com estes. Para as mãos que ficam o dia todo digitando, exercite-as junto com os braços. Com os braços esticados, estique as mãos para cima, tomando as palmas e alongando os dedos ligeiramente para cima.

Para as costas, estique-as jogando os ombros e braços para trás de pé. Outro exercício eficaz é ficar parado e de costas para a parede, tente colocar as mãos na parede e vá arqueando as costas para trás. Respire sempre fundo, e busque se movimentar ao menos a cada 45 minutos, nem que seja tomar água ou ir ao banheiro.

 

Exercícios de Ginástica para o Escritório

A ginástica laboral é quase obrigatória nas empresas hoje, além dos exercícios de alongamento, professores de educação física passam pelos departamentos ensinando os funcionários a se movimentarem realizando pequenos movimentos de ginástica.

Muitos podem ser feitos sentados na cadeira como: tríceps, onde sentando na cadeira flexiona-se um dos braços atrás da cabeça e tenta-se abaixar o cotovelo com a outra mão. Costas (lateral), é um exercício que consiste em flexionar um do braços acima da cabeça e tentar movê-lo no sentido oposto. Para exercitar a perna, abrace uma das pernas e tente aproximá-la do tronco. Para coxas e glúteos apoie as mãos na mesa, afaste as pernas, flexione os joelhos e desça 10 vezes a 90 graus.

 

Dicas

As atividades físicas para fazer no escritório são praticamente obrigatórias nas empresas hoje. Estamos cada vez mais acostumados a trabalhar com o intelectual e esquecer a parte física. Caso sua empresa não possua ginástica laboral indique algum profissional para o seu departamento ou reúna grupos de amigos para pausar por 10 minutos e fazer estes exercícios.

 

Fonte: Dicas para perder peso

 

Imagem: Bigstock by fizkes

Dia Mundial do Doador de Sangue

Doar sangue salva vidas. Abrace essa causa não apenas hoje, mas todos os dias.

 

NÃO ACHOU O QUE PROCURA OU AINDA TEM DÚVIDAS SOBRE OS NOSSOS SERVIÇOS?

entre em contato com nossa equipe, um consultor vai te ajudar!